EDITORIAL

Joel Fernandes

Presidência

SETEMBRO/15

     A vida dum Centro Espírita resume-se em ensinar, difundir, e praticar, os ensinamentos espíritas e, para isso, necessita de bases material infraestrutural e dum quadro dirigencial coeso e entusiasta; de uma política interna organizada que, às vezes, carece dum Código de Ética ainda a ser elaborado, considerando a má educação dos seus frequentadores; de expositores qualificados em seus cursos e palestras semanais e mensais; de ter cursos básicos de Espiritismo; de médiuns animados e competentes; de corajosas aberturas para iniciar novos cursos e novos grupos mediúnicos; de grupos de estudos especializados; de investir na ordem e na disciplina para obtenção dos progressos pretendidos; de sócios colaboradores; dum clube do livro; dum serviço de atendimento fraternal; de limpeza e manutenção; de tarefeiros voluntários e fiéis; duma grade de programações internas e externas; de disponibilidade para viajar para alavancar os movimentos espíritas nacional e internacional; de visitar os centros espíritas; de convidar expositores externos; dum cronograma anual com todos os preparativos dos seus acontecimentos; da realização de reuniões administrativas mensais sobre os assuntos de seu interesse; dum informativo ou revista ou jornal próprio; dum serviço de divulgação externa das suas atividades; do agendamento das datas comemorativas; da distribuição das mensagens mediúnicas recebidas; de médiuns dispostos a receber os Espíritos em reuniões públicas; da criação de grupos especializados e respectivas; de contatos externos para a sua expansão; de dispor-se a estar sempre em condições de colaborar com os movimentos municipais ou regionais ou estaduais; de equipamentos modernos de som e mídia; de acolher, amparar, e ensinar, os que se aproximarem; de promover feiras dos livros espíritas; de ativar atividades como os "pinga-fogo", simpósio da mediunidade, mês espírita, e mês Allan Kardec; de homenagear pais, mães, e crianças; de participar dos encontros, seminários, solenidades, e congressos estaduais, espíritas; de dar aos Alunos já formados ou ainda em formação, oportunidades de trabalho na Casa; de investir, em expositores capazes, no curso de infância e juventude; de atividades culturais sadias, como teatro, dança, música, e cinema; de procurar sua autosustentabilidade; de educar, sempre, o espírito doente por atender cada vez mais às paixões inquietadoras; por manter um clima leve, de alegria e bem-estar na Casa; de realizar encontros sociais; de auxiliar na implementação do Culto do Evangelho no Lar; de um presidente presente diariamente na instituição; de uma grade das atividades anuais, se for possível; de sempre se interessar por todos seus diretores e trabalhadores; dum "designer gráfico"; etc.; e, desse todo, o mais importante, por ser imprescindível: o amor evangélico-cristão a ser dispensado por todos a todos frequentadores. Sendo assim então, torne-se uma pessoa proativa, capaz de servir em vez de se servir, de "pegar na massa" para fazer algo sem aguardar retribuição, em vez de perder tempo com críticas que, como cupins, são suficientes, sabemos, para destruir, por dentro, tão belos trabalhos inconclusos. Ainda há tempo para si, desde que mude seu modo de pensar e enxergar a vida. 

Joel Fernandes

Presidência

AGOSTO/15

     Um Centro Espírita é um lar de amor, fundado em nossa crença comum, a qual nos irmana e qualifica para sermos pessoas melhores. Não é um clube social ou qualquer outro local onde reinam as brincadeiras de salão, anedotário, e as fofocas. Quando o espírita frequentar esses ambientes, deverá ficar atento em saber que, sendo médium ou não, adquirirá para si os fluidos que os impregnam e os transportará, inevitavelmente, para a Casa espírita frequentada, além, naturalmente, de seu lar, ambiente de trabalho, amizades, etc. Tais fluidos, alterando sua constituição perispirítica, causar-lhe-ão alguns incômodos, como: taquicardia; sudoreses; dores inesperadas de cabeça; na nuca; na coluna vertebral; desarranjos estomacais-intestinais; nervosismo; lassidão e cansaço inexplicáveis; rebaixamento do seu sistema imunológico, provocando doenças de ocasião; resfriados ou rinites; dores nas pernas; dores nas articulações; etc. Essas energias, por suas qualidades antivitais, passarão a circular em sua economia física e, no limite, comprometerá o seu potencial mediúnico, levando-o a não estar bem ou estar passando mal, a dar comunicações de baixo padrão espiritual, a permitir infiltrações indesejadas e, no limite, apresentar incapacidade para trabalhar com os Mentores da Casa, ...

 

     Que os médiuns e frequentadores estejam atentos aonde pisam, pois, dependendo do lugar - de bebidas alcoólicas, fumo, e outros vícios -, aquelas vibrações de baixas frequências e ondas longas, virão com eles. Nessas circunstâncias, o progresso do Centro ficará comprometido e, com o tempo, o tarefeiro acostumar-se-á com aqueles fluidos negativos.

Joel Fernandes

Presidência

JULHO/15

     Estivemos em GOIÂNIA/GO e verificamos quem não houvesse, simultaneamente, ficado entusiasmado e comovido com o 10º CONGRESSO da AME-BR, aliás, nacional e internacional, e este com palestrantes do naipe de Mario Beauregard, dos EUA, dentre outros brasileiros que em nada lhe deveram. "O meu diploma é de JESUS", citaram, inúmeras vezes, os médicos espíritas que assumiram posições religiosas dentro e fora dos consultórios e hospitais, extendendo-as aos Centros Espíritas onde laboram.

E, divulgando o Movimento Espírita da região de JUNDIAÍ/SP, estamos nos preparativos para a recepção ao ex-Presidente da FEB, CESAR PERRI, e esposa, CÉLIA, ambos Expositores, para, em outubro, no período de 09 a 12, trazerem-nos as mais recentes informações do nosso e, inclusive, do Movimento Internacional, considerando ser ele o 1º Secretário do Conselho Espírita Internacional (CEI). Não lhes daremos folga. A programação geral estará a cargo da USE-JD. 

Nos meses de julho e agosto o CENSN receberá ROBERTO WATANABE, filósofo, e SUZANA MONTAURIOL, psicopedagoga, os quais nos falarão sobre dois temas atuais e intrigantes: "Eutanásia, Ortotanásia, Distanásia, e Espiritismo", e "Espiritismo e Psicologia Transpessoal", respectivamente. Só perderá quem não  vier.

E quantos aos desejosos de se manterem atualizados, quinzenalmente disponibilizamos o nosso site: www.censn.org.br.

Convidamo-los a não parar, mas a seguir, juntos e intimoratos, participando da falange dos Espíritos superiores da Codificação.

Boa leitura, irmãos.

Joel Fernandes - Presidência

JUNHO/15

PRECISAMOS IR

     Precisamos ir. Sim, todos precisamos comparecer aos eventos espíritas. 
Estes, às vezes, acontecem bastante próximos de nós, no Centro Espírita que frequentamos, o qual traz-nos convidados ilustres, oradores motivadores e impulsionadores da fé raciocinada espírita, expositores que, noutras cidades, lotam auditórios, todavia não comparecemos. Trata-se, em verdade, de resolver a seguinte equação: os meus interesses, todos de naturezas materiais, em primeiro lugar, ou, ao revés, os meus interesses espirituais, todos que me ensinarão a cuidar da minha alma? 
     Se irá ocorrer um evento programado com antecedência, então programe-se, a fim de evitar autojustificar-se com modestas desculpas que, sabemos bem, nossas consciências não aprovarão jamais.
     Espíritas, "se vos dizeis 'espíritas', então sede-o", conforme nos ensina o Espírito SIMEÃO em "O Evangelho Segundo o Espiritismo". 
     Vença-se então, vencendo os seus comodismos, porquanto o ontem é hoje e o hoje é o amanhã, enquanto os dias das surpesas não vêm; e nisso inexiste intimidação, porque reencarnamos para a nossa evolução moral.
     Assim sendo, não inverta, caro irmão, os motivos para não ir, pois, se você não for, quem fará o Movimento Espírita Brasileiro andar?

 

Joel Fernandes - Presidência

MAIO/15

O CONHECIMENTO DILATA-NOS A FÉ

          "O conhecimento", ou "o alimento da alma", segundo Santa Mônica, genitora de Santo Agostinho de Hipona, dilata-nos a fé, pois a alma fora, justamente, referida como sendo àquilo que, em nós, mantém-nos em permanente estado de conexão com o divino. Então, sendo assim, a Doutrina Espírita dilata-a dum modo superlativo porquanto, ao assimilar em si as ciências, recobre e preench as lacunas deixadas, ao longo dos milênios e ao entendimento sadio, quando compulsamos os livros-guias dos pensamentos ocidentalizados: os judaicos-cristãos. E, exceção feita ao amor, tomado pela base da existência do Deus-Criador, amoroso, justo, e misericordioso, aqueles seus textos são, verdadeiramente, inextricáveis, por carecerem de logicidade. 
          A ausência da ciência empírica quantificada, realizada através de modelos laboratoriais quantitativos ou não, em substituição à ciência grega meramente especulativa, sustentou, sustenta, e sustentará, doravante, a nossa fé, motivos pelos quais se torna tão bom ser espírita, pois como é bom sabermo-nos criaturas herdeiras do universo e, por isso mesmo, imortais! E exatamente por ser a "terceira revelação", englobando e desenvolvendo as anteriores - necessárias às suas épocas, inobstante os estados precários das descobertas científicas -, podemos constatar o fato, permanente, de jamais termos ficado à mercê da ignorância religiosa: Deus sempre nos alertou por meio de homens notáveis, descortinadores de horizontes novos.
          A propósito, o CENSN esteve presente em Santo André, na Feira do Livro Espírita; em Santos, no Congresso Estadual de Espiritismo; irá a Pirassununga, na Academia da Força Aérea, ao seu encontro espírita anual; e, quiçá, a Goiânia, no Congresso Médico. É omovimento espírita seguindo em frente nesses tempos, segundo alguns, "tão difíceis". 
          Por isso "A Lanterna" e o nosso site (www.censn.org.br) ufanam-se de poderem divulgar a Ciência dos Espíritos superiores em amor e sabedoria, convidando-os, mais uma vez a, nesta, mergulharmos nossos pensamentos.
          Aculturemo-nos

 

          A PRESIDÊNCIA

Joel Fernandes - Presidência

ABRIL/15

O MÊS DE KARDEC

     O mês de abril ganhou dos espíritas um significado muito mais que "especial", considerando o surgimento d' "O Livro dos Espíritos" em 18, de 1.857.

     Em verdade possuímos motivos - e de sobra - para o evento da nova revelação, a terceira, completamente inesperada, cuja fonte original se deu no Mundo Espiritual, vertida à Terra, que foi.
     Seu escolhido, ALLAN KARDEC, realizou a proeza de, em torno de um ano, produzi-lo, corrigi-lo, e editá-lo, contando-nos sobre as leis, ou princípios morais - pois Deus cria com utilidade - regentes das almas.
     E o nosso espanto só fazia aumentar com os "ensinos" dos Espíritos superiores em amor e sabedoria! Eram - melhor dizer, "são" - as personalidades conhecidas do nosso passado que retornaram e, por muito amor humanitário, vieram nos desvelar o ignoto mundo no qual vivem, atuam, e se comunicam conosco. Disseram-nos: "a vida jamais se extinguirá e de que DEUS jamais se esquece de cada um de nós". Não é notável? E quanto a JESUS, eis o "nosso modelo e guia" por ser o espírito inigualável em virtudes amorosas. 
     E mais: não obstante os ataques dos céticos, dos religiosos, dos dogmáticos, dos materialistas, e dos de má-fé, a novel doutrina subsistiu, suplantando-os, impávada, por ser justa, lógica, científica, racional, religiosa, e filosófica.
ALLAN KARDEC, nós, os desta célula espírita, saudamo-vos! 
 

          A PRESIDÊNCIA

Joel Fernandes - Presidência

MARÇO/15

9 ANOS

Gostaria de escrever um editorial flamante, intenso, pleno de energia, porquanto, exatamente em 20 de fevereiro, ultrapassamos a marca duma novena de anos de existência! Sim, nove anos, a serem comemorados com palestra a ser feita pela nossa ex-Presidenta e médium psicográfica, MARISE CEBAN.

 

Curiosamente será uma apresentação diferenciada – “O ESPIRITISMO E A MÚSICA CELESTE” –, constante de números de balés – pela Professora GABRIELLE –, terceto musical com os musicistas da Casa – Professor ROBERTO, MARISE, e TAYANNE –, e exibições de DVD. Tudo aponta para um: “será chique!”.

 

Afora os eventos internos, estamos firmes nas participações dos eventos externos, como o Mega Feirão de Livros Espíritas; o Congresso Espírita Estadual; as caravanas às Casas espíritas irmãs, para assistirmos os expositores convidados; e a preparação final do novo livro a ser editado por nossa Editora-Sofia: “Roma, na luz do anoitecer”, em continuidade ao romance “Roma – de meus amores e de minhas dores”, da dupla NADIR GOMES, médium, e JULIANUS SEPTIMUS, Espírito. O tempo passa!

 

Também estaremos formando mais três novas Expositoras, pois somente assim entendemos, entre as nossas tarefas, o impulsionar do Movimento Espírita!

 

Amigos e irmãos, boa leitura!

 

          A PRESIDÊNCIA

Joel Fernandes - Presidência

FEVEREIRO/15

NOSSO ANIVERSÁRIO

Estamos em vias de inaugurar a nossa página no youtube, a qual contará com as palestras, entrevistas, encontros, etc., nos quais temos comparecido ao longo dos anos, pois parece haver chegada a pessoa certa.


A outra novidade é o modo como o 9º Aniversário do CENSN será comemorado: uma palestra com a médium MARISE CEBAN, cujo tema é "ESPIRITISMO E MÚSICA CELESTE", com duas coreografias de balé clássico pela professora de balé, GABRIELLE CALIXTO, e mais três apresentações musicais com um terceto da Casa, composto por um piano mais duas flautas!


Busquem ler o nosso Jornal A LANTERNA, em anexo ao site. Já estamos no número 15.
Continuamos em nossa luta diária, semanal, mensal, ...

Abraços e grato,

 

          A PRESIDÊNCIA

Joel Fernandes - Presidência

JANEIRO/15

E QUANTO AO ANO NOVO?

A “Lei do Progresso”, assinalada expressivamente pelos Espíritos superiores em amor e conhecimento, exibe-nos o plano de Deus para o Universo, e a Terra inequivocamente progride, pelo menos tecno-cientificamente, em passos largos e acelerados como se, numa corrida, anelasse recuperar os seus 600 anos de atraso (“O Consolador”).

 

As “religiões da Tradição” encapsularem-se por isolarem e exilarem a Ciência dos seus cardápios, relegando-se assim ao submundo do ostracismo intelectual e, caso não ocorresse o surgimento do Espiritismo, em 1.857, no acompanhamento das pegadas dos filósofos e sábios racionalistas, como alcançaríamos o ideal de progressividade? A partir dessa novíssima “revolução copernicana” o antropocentrismo teve invertido o seu ponto de vista: a humanidade, agora, vivencia os momentos felizes do espíritocentrismo.

 

E quanto ao Ano-Novo? Ora, trata-se apenas de mais um elo divino aos nossos adiantamentos moral-espiritual.

 

Avante, pois, irmãos!

 

          A PRESIDÊNCIA

Mensagem de Natal

A você, espírita e amigo do CENSN, que nos acompanhou durante o transcorrer de 2.014, vendo as nossas lutas e torcendo pelas nossas vitórias, suadas, queremos agradecer as leituras de nossos site e Jornal A LANTERNA, bem como a COLUNA ESPÍRITA editada no Jornal Folha da Terra, de nossa cidade, há 5 anos, semanalmente. E, além do mais, por comparecer às nossas palestras semanais e mensais, cujos temas são sempre atuais, sempre abrangentes, sempre sociais, sempre evangélicos-espíritas.
Então, por tudo isso, MUITO OBRIGADO e que desfrutem de um FELIZ NATAL e de um PRÓSPERO ANO NOVO!
São os votos dos
Diretores e Trabalhadores do CENSN. 
 

JOEL FERNANDES (Presidente)

1/1

Please reload